quarta-feira, 16 de junho de 2010

A Revolta do Monstro

Vou te dizer uma coisa, e talvez você não vá gostar de ouvir, mas... Você é uma pessoa triste. Não estou dizendo que você não é alegre, apenas que o seu olhar traz uma melancolia peculiar. Isso não é ruim, por favor, não veja assim. Procure não ver as coisas como se em tudo houvesse o certo e o errado, porque as coisas nem sempre são assim. A melancolia é algo que pode ser artístico e belo, coisa que nem todas as pessoas são capazes de entender. Ela não vai se tornar uma depressão profunda, nada disso. Mas você deve aprender a conviver com isso, e então perceberá que a vida pode ser muito bela. Ou talvez muito mais bela do que jamais foi. Vai ver que nas noites enevoadas as luzes são mais bonitas, e nas noites mais escuras as estrelas o são. Vai perceber a riqueza que trazem os dias nublados, e vai se apaixonar. Sim, a tristeza faz parte do amor, e toda a solidão não deve ser desprezada. Aproveite a saudade que faz bem ao coração, como o ‘colesterol saudável’ da alma. Fantasie sabendo que fantasias e sonhos podem nunca se realizar, e sabendo que este fato não pode impedir ninguém de aproveitar a viagem...
Procure escutar melhor o som da tua voz, ou nunca vai perceber o quanto ela é linda. Brinque com tudo no momento certo, mas não procure por graça em tudo, mas sim por beleza. Quando se percebe como há tanta beleza no mundo, fica difícil não entender como a vida é bela. E o quanto as pessoas o são.
Não pense que não gosto de você apenas porque o espelho parece sujo, não é bem assim. Mas, se você achar que as coisas são diferentes, posso tentar mudar alguma coisa. Eu faria isso por você. Eu faria qualquer coisa por você. Morreria por você, como já morri muitas vezes.

E sabe por quê? Porque eu sou você. Eu sou o seu eu íntimo. Eu sou aquele que se esconde em você. Eu sou o monstro que não o deixa dormir quanto você se deita. Sou aquele que o deixa acordado até altas horas, escrevendo e ruminando insanidades senis. Sou aquele que às vezes olha no espelho quando você não tem coragem de se olhar. Que o trata mal quando você não é capaz. Eu já matei por você, eu já traí por você. Eu já fiz coisas que não teria coragem suficiente para deixar você saber. Nem nos seus pensamentos mais loucos você seria capaz de me encontrar e me enfrentar. Mas eu sim. Eu enfrento tudo. Suporto todas as vergonhas e as escondo de você, e faço isso sem pedir nada em troca.
Por isso, da próxima vez em que se olhar, lembre-se de mim, e aproveite melhor a sua vida.
E deixe que do resto cuido eu.

Agora é tarde, e daqui a pouco os galos já estarão cantando, e será hora de acordar.
Mas, ainda assim, talvez eu te permita mais um sonho...