segunda-feira, 25 de maio de 2009

Felicidade existe?

Eu não sei se existe ou não a felicidade. Eu já não sei mais o que existe e o que não existe. Existe, e isso eu sei, um ponto onde tudo se confunde em mim, e isto não é bom ou mau, porque quando as coisas se confundem, podem vir a fundir coisas novas, e estas podem ser boas. Ou não. É... aí eu já não sei mais.

Procurei no dicionário, popular ‘amansa-burro’, o significado da felicidade; e o que encontrei? - Felicidade é um estado de feliz. Ou seja, encontrei mais perguntas do que respostas. Que coisa louca, parece que voltei aos tempos de criança, quando queria saber o porquê de tudo. Insano...

Mas a vida é mesmo uma gangorra feita de momentos; uma hora você está em cima, e outra hora embaixo; ora feliz, ora triste. E quer saber, é bom estar em baixo! Quando você está embaixo, é sinal de que conseguiu fazer alguém ficar lá em cima, e isso é bom. Tem gente que prefere ficar em cima, mas eu não sou assim. Alguns chamam isso de melancolia, eu prefiro pensar que é um bem maior, tipo uma boa ação; um sentimento sublime (sublime... outra palavra deveras interessante).

Mas felicidade definitivamente não é estar por cima, assim como infelicidade não é estar sempre embaixo. É preciso aproveitar o melhor dos dois mundos, e saber viver.

Outra anotação interessante é que se não existir a felicidade, então não há de existir a infelicidade, ou a vida pode ser uma eterna insanidade. É; neste caso vou ficar com a terceira opção...