sábado, 4 de setembro de 2010

Dando as Caras...

E não é que resolvi dar as caras aqui novamente? Sim, resolvi aparecer. Resolvi dizer que estou vivo. De novo. E dizer também que é tudo novo, que é tudo diferente. Complicado e diferente, porque eu nem sei mais viver. Nem sei mais o que dizer, o que pensar. Por isso fazia tempos que nada falava. Por isso aqui estou sem dizer nada.
Mas é verdade que desaprendi de viver - culpa da faxina geral e da mudança de muitos fatos imutáveis. Culpa de alguns esqueletos que resolvi colocar para fora do armário.
E agora tento fazer as pessoas entenderem que não quero ser entendido. Então compreendam isso: não há nada aqui para compreender. Não há julgamentos. Não há passado. Não há futuro. Apenas o que há é uma tela em branco aguardando pela tinta. E ela não sabe o que vai ser, apenas tem ideia do que gostaria de ser, mas sempre vai pensar que ser o que deseja seria pedir demais.
Entendeu? Se você entendeu, então é porque não entendeu nada ou não prestou a devida atenção ao que acabei de escrever. Releia, por favor.
Como disse antes, não há o que ser entendido aqui...