sexta-feira, 27 de julho de 2012

Talk

É noite quando saio da cidade e ganho a estrada, após sair da terapia. Encho o carro de música e deixo minha mente viajar por lugares incomuns. Começo a pensar naquilo que fui, no que sou e no que pretendo ser.
Livre. Eu quero ser livre.
Então me lembro de que não acredito na liberdade. E nessa hora a canção diz "Every time she closed her eyes" - Toda vez que ela fechava os olhos.
Ela sonhava com o paraíso, toda a vez que fechava os olhos.
E, na noite da tempestade, ela voou para longe
e sonhou com o paraíso...

Começo a pensar que a liberdade é poder voar.

Começo e termino uma série de pensamentos sobre inúmeros assuntos, com apenas um ponto em comum: EU.
Não é egoísmo. É uma busca.
Afinal, "você está perdido ou incompleto? Você se sente como um quebra-cabeça, e não consegue encontrar sua peça perdida? Me diga: Como você se sente?
Vamos apenas conversar..."